Está a decorrer no Porto o “Curso de Treinadores de Grau 1” organizado pela Federação de Andebol de Portugal (FAP) e a Associação de Andebol do Porto (AAP).

_____________________________________________

Estão a frequentar o “Curso de Treinadores de Grau 1” do Porto 28 candidatos a treinadores (formandos) oriundos de 24 clubes, sendo 9 elementos do sexo feminino e 19 do sexo masculino.

O curso de treinadores de andebol de grau 1 FAP/AAP, teve início no dia 19 de setembro de 2023, com uma calendarização de 2 sessões por semana e terá o término das componentes geral e específica, no dia 21 de dezembro de 2023. Após esta formação de 83 horas, os formandos que ficarem aprovados prosseguem para estágio, terminando assim o Curso em julho de 2024.

O Professor Luís Mortágua, Diretor do Curso e Selecionador Regional da AAP refere que,  o “Curso de Treinadores de Andebol de Grau 1″, no âmbito da formação inicial de treinadores, pretende fornecer ferramentas para organização/potenciação do processo de treino, aumentar as competências do treinador em diversas áreas complementares, o trabalho em equipa, e planear de forma rigorosa o processo de treino.”

De referir que, os cursos de treinadores estão hoje todos uniformizados na sua catalogação e no número de horas mínimo e em cada componente (para todas as modalidades), sendo os mesmos regulados pelo IPDJ. Os cursos vão do inicial Grau 1 ao Grau IV. No caso do Andebol, o Grau 1 permite aos treinadores orientar equipas até ao escalão de Sub 14 e o Grau IV ou Master Coach habilita para o treino de equipas Seniores que disputam os Campeonatos da 1ª Divisão.

Segundo o Diretor deste Curso que decorre no Porto, “a assiduidade e participação dos formandos são reveladores da qualidade dos formadores e dos temas tratados nas várias sessões do Curso.”

O Professor Paulo Sá, Diretor Técnico Nacional e Preletor deste Curso, comenta a importância estratégica e impacto de um curso inicial de treinadores: “os cursos de treinadores estão muito bem estruturados e organizados, sendo fundamentais nesta fase inicial onde estamos a contribuir para a formação dos treinadores que serão a base do futuro, os que irão treinar os atletas nos anos decisivos, que os irão motivar, transformar e inspirar para o Andebol.”

A Formação é assim estratégica não só para atletas, mas também para os seus treinadores, que desempenha assim um papel fulcral e até central no desenvolvimento do Andebol. Não há impacto maior no processo de um jovem treinador do que a qualidade da formação de treinadores e consequentemente dos resultados dessa mesma formação na qualidade dos técnicos dos escalões da Formação.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

14 − twelve =