A nona edição da EHF Handball Champions Cup, que decorreu em Porto Santo, Madeira, coroou as duas equipas dinamarquesas: The Danish Beachhandball (Fem.) Dream e Rødby Beach Boys (Masc.); mas houve portugueses em alta.

____________________________________

EFE Os Tigres LEVEL conquistaram medalha de prata no setor masculino e Portugal teve também três atletas no All Star Team: no feminino, Catarina Oliveira (GRD Leça Love Tiles) foi considerada a melhor defensora; e nos masculinos, Ricardo Castro (GRD Leça SPAR) conquistou o título de Melhor Guarda-Redes do Torneio e Vítor Pinhal (EFE Os Tigres), foi o MVP da competição.

As equipas portuguesas obtiveram as seguintes classificações: a equipa Feminina GRD Leça Love Tiles (Leça da Palmeira) alcançou a 7ª posição e a equipa Nazaré BHT foi 12ª classificada; enquanto nos Masculinos, o EFE Os Tigres LEVEL (Espinho) ficou com a medalha de prata, sendo assim a equipa portuguesa mais bem classificada com a conquista do 2º lugar, enquanto o GRD Leça SPAR (Leça da Palmeira) ficou na 5ª posição e os Vegetas BHC (Porto) ficaram na 9ª posição.

De destacar também que, esta competição contou com a participação da Dupla de Árbitros do Porto: Ana Barbosa e Nádia Lemos e com sete atletas portugueses e um treinador na equipa London Beach Handball.

João Carmo, Presidente e Treinador da Equipa Vegetas BHT referiu que, “no segundo ano de competição em Porto Santo, com uma organização ainda melhor que em 2022, conseguimos garantir uma classificação entre as dez melhores equipas da Europa. Aproveitar para dar também os parabéns às restantes equipas portuguesas pelas excelentes prestações”.

Já Pedro Sardo, Presidente e Treinador do GRD Leça também considerou que o balanço da competição foi positivo. Este responsável refere ainda que, “tínhamos como objetivo ficar nos oito primeiros em ambos os géneros e conseguimos alcançá-lo. No entanto fica um sabor amargo em ambas as equipas pois tivemos próximos de alcançar as meias finais e acabamos por claudicar em momentos chave. O facto do clube ter terminado em 5º lugar no masculino e em 7º lugar no feminino e mesmo assim conseguirmos os prémios de melhor guarda redes masculino através do Ricardo Castro e da melhor defensora feminina por parte da Catarina Oliveira, demonstra o quão competitivos fomos durante todo o torneio e que poderíamos e deveríamos ter feito mais”.

Esta EHF Champions Cup foi mais um importante momento internacional para as equipas portuguesas de Andebol de Praia e também para a evolução desta variante, que está em acentuado crescimento, como comprova a participação de quatro equipas nesta verdadeira Champions do Andebol de Praia.

_______________________________

(VEJA AS NOTÍCIAS DA FAP E DA EHF)

FAP: https://shorturl.at/fmTV2

EHF: https://shorturl.at/oDG57

EHF – ALL STAR TEAMS: https://shorturl.at/lvCIZ

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × four =